Pierre de Coubertin no blog da Alster - Transformamos o esporte a partir da colaboração

Obrigado, Pierre de Coubertin

Há exatamente 126 anos surgia oficialmente o Comitê Olímpico Internacional. Para muitos, os Jogos Olímpicos sempre existiram da mesma maneira. Mas, não! As Olimpíadas como conhecemos atualmente – Jogos Olímpicos Modernos – é resultado do esforço de diversas pessoas ao longo de muito tempo. Mas de uma pessoa, principalmente: Pierre de Coubertin.

 

Obrigado, Pierre de Coubertin. O autor da célebre frase que, em outras palavras, diz que o que realmente importa não é vencer, mas sim competir. Na íntegra:

 

“A coisa mais importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas participar, assim como a coisa mais importante na vida não é o triunfo, mas a luta. O essencial não é ter conquistado, mas ter lutado bem.”

 

De fato, desde seus esforços, vimos muitas coisas acontecerem no esporte e, além de tudo, vimos os Jogos Olímpicos se tornarem um dos principais eventos do planeta. Seu grande objetivo foi valorizar o esporte como ferramenta de transformação, apresentar uma nova forma de entretenimento. Não temos dúvida que ele conseguiu atingir cada um dos pontos.

 

Para manter seus valores em destaque e promover paz, união, espírito esportivo, Pierre De Coubertin determinou que apenas atletas amadores poderiam competir, mantendo padrões das Olmpíadas na Grécia. Somente a partir de 1984, Jogos Olímpicos de Los Angeles, passou a ser permitido atletas profissionais. Atualmente, não conseguimos imaginar atletas amadores se classificando para participar de uma Olimpíada, não é?

 

A Paixão

Sua paixão pelo esporte era tanta que escreveu um poema ao esporte (leia aqui), no pseudônimo de George Hohrod, no qual ele declara e exalta todas as maravilhas do esporte perante seus praticantes e sociedade. A partir deste poema, Pierre de Coubertin recebeu medalha de ouro de literatura, nos Jogos Olímpicos de 1912, que promoveram, além da competição esportiva, também uma competição artística subdividida em arquitetura, literatura, escultura, música e pintura.

 

Como reconhecimento por todo seu esforço e dedicação em prol do esporte e, principalmente, aos Jogos Olímpicos, Pierre de Coubertin é o nome da medalha criada pelo Comitê Olímpico Internacional em 1964, que premia e condecora atletas pelo seu “verdadeiro espírito esportivo”, por ser um grande exemplo de atleta e defensor dos valores esportivos durante um evento olímpico, ou aqueles que tiveram feitos excepcionais ao encontro do movimento olímpico de uma forma geral.

 

Vanderlei Cordeiro de Lima

Muitos devem lembrar que Vanderlei Cordeiro de Lima recebeu essa medalha após a sua participação nas Olimpíadas de Atenas em 2004, quando liderava a prova e foi atacado por um homem que o abraçou e o impediu de seguir a prova, até que seguranças conseguissem conter o agressor. Muitos não devem saber, mas Vanderlei foi o 4º atleta na história das Olimpíadas de Verão a receber tal condecoração.

 

Bom, Temos muito a falar sobre Jogos Olímpicos, sobre cada um dos premiados com a Pierre De Coubertin e suas histórias. Aos poucos postarei novos textos a respeito de Olimpíadas, combinado? Te espero aqui.

Obrigado, Pierre de Coubertin.

Gostou? Show! Bora compartilhar com a galera?

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email

Conheça as Campanhas

Explorar

Realize seu Sonho

Criar Campanha

Login

Nunca passou por aqui?