O guerreiro moderno: forjado para lutar

O Guerreiro Moderno: Forjado para Lutar

Você certamente já viu algum filme assim. O protagonista está de terno andando na rua e de repente brotam do nada bandidos terríveis de todos os lados. Ele ou ela está cercado, mas a sua feição não se altera. Ninguém fala nada e o tempo parece que para. A tensão é insuportável e ficamos aliviados quando enfim os bandidos atacam. O ritmo de repente muda e tudo passa a acontecer muito rápido. Mal dá para acompanhar com os olhos, mas o desfecho, todos nós sabemos qual é, só o resta o protagonista de pé. O seu terno não foi tocado e ele tão pouco transpirou… Aqueles bandidos não significaram nada para ele.

 

Claro que isto é uma ficção, porque sabemos que a realidade, pelo menos por estas bandas, é bem mais pragmática e perversa do que um filme de ação. Ainda assim, as artes marciais levam milhares de pessoas do mundo todo a academias e eu como praticante nunca deixei de me perguntar o porquê. Eu poderia apontar vários motivos em cima do que me contam. Tem aqueles que procuram por defesa pessoal, tem outros que precisam fazer exercícios e, claro, tem sempre os que treinam porque é perto de casa. São todos bons motivos, mas não me parecem suficientes para serem considerados “o” motivo.

 

Artes Marciais para viver a ficção

Acredito que não seja consciente, mas meu palpite é que as pessoas procuram as artes marciais para viver aquela ficção. Talvez intimamente muitas achem suas vidas desinteressantes e estão frustradas diante de uma rotina que parece as espancar impiedosamente. Lá fora elas se sentem impotentes diante de um número sem fim de problemas, mas, no entanto, quando sobem no tatame são capazes de coisas incríveis, de quebrar pilhas de tijolos, de dar golpes voando e principalmente de não levar desaforo para casa. É como nos filmes, só não tem como não suar.

 

Aliás, eu te garanto, é preciso muita transpiração para que um guerreiro ou guerreira seja forjado ao modo dos antigos. Disciplina, coragem, superação, resiliência… É um arquétipo feito para lutar contra qualquer desafio. Este poder não é ficção, mas só se torna real quando tomamos consciência de que sempre residiu dentro de nós. É assim uma reviravolta digna de filme, quando alguém descobre ao treinar que àquela sua fraqueza que lá fora ele chamava de “realidade” é que era a grande ficção de sua vida.

 

Agora, me faz sentido pensar que quem busca uma arte marcial, quer mais do que aprender a dar golpes, quer aprender a lidar com os seus problemas, afinal são muitos os campos em que uma luta se manifesta. Quem treina sabe do que estou falando, mas caso você ainda não tenha procurado uma arte marcial, experimente agora reler o nosso filme substituindo “terno” por “sucesso” e “bandido” por “problema” e veja o que é ser um guerreiro moderno.

 

*Para conhecer mais, acesse o site da Oriente Academia e o canal do autor no YouTube.

 

Leia também: Do (O Caminho)O ZEN NO EMPREENDEDORISMOUma Arte Mortal: A História Não Contada do Tae Kwon Do.

Gostou? Show! Bora compartilhar com a galera?

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on email

Conheça as Campanhas

Explorar

Realize seu Sonho

Criar Campanha

Login

Nunca passou por aqui?